Idade Média

28 agosto 2011

Distinções e atributos dos Lordes : títulos e coroas

Filed under: Uncategorized — idademedia @ 10:11
Escudo do conde de Shrewsbury

O barão par da Inglaterra porta um diadema com seis pérolas.

A coroa começa no visconde. O visconde porta uma coroa com incontáveis pérolas; o conde, uma coroa de pérolas sobre pontas entremeadas com folhas de groselha, mais baixas; o marquês, pérolas e folhas de igual altura; o duque real, um círculo de cruzes e de flores de lis; o príncipe de Gales, uma coroa semelhante à do rei, mas não fechada.

O duque é ‘muito alto e muito poderoso príncipe’; o marquês e o conde, ‘muito nobre e poderoso senhor’; o visconde, ‘nobre e poderoso senhor’; o barão, ‘verdadeiramente senhor’.

O duque é ‘graça’; os outros pares são ‘senhoria’.

Os lordes são invioláveis.

Os pares são câmara e corte, ‘concilium et curia’, legislatura e justiça.

‘Most honourable’ é mais do que ‘right honourable’.

Os lordes pares são qualificados de ‘lordes de direito’; os lordes não pares são ‘lordes de cortesia’; não há, pois, lordes propriamente a não ser os pares.

O lorde nunca presta juramento ao rei ou à justiça. Sua palavra basta. Ele diz: ‘por minha honra’.

As comunas, convocadas à barreira dos lordes, apresentam-se humildemente, cabeça descoberta, diante dos pares cobertos.

As comunas enviam aos lordes os ‘bills’ (projetos de lei) por quarenta membros, que apresentam o ‘bill’ com três reverências profundas.

Os lordes enviam às comunas os ‘bills’ por meio de um simples funcionário.

Em caso de conflito, as duas câmaras conferenciam dentro da câmara pintada, os pares sentados e cobertos, as comunas em pé de cabeça descoberta.

Os barões têm o mesmo rango que os bispos.

Para ser barão par, é preciso ser vassalo do rei ‘per baroniam integram’, por baronia inteira.

A sede da baronia, ‘caput baroniae’, é um castelo hereditariamente regido como o é a própria Inglaterra; ou seja, não pode ser transferido às filhas a não ser por falta de descendentes varões, e nesse caso passa para a filha primogênita, ‘caeteris filiabus aliunde satisfactis’ (prover-se-á às outras filhas como se puder.).

Os barões têm a qualidade de ‘lord’, do saxão ‘laford’, do latim culto ‘dominus’ e do baixo latim ‘lordus’.

Os filhos primogênitos e segundos dos viscondes e barões são os primeiros escudeiros do reino.

Os filhos primogênitos dos pares têm a precedência sobre os cavaleiros da Jarreteira; os segundos, não.

O filho primogênito de um visconde vai detrás de todos os barões e na frente de todos os baronetes.

Toda filha de lorde é ‘lady’. As outras senhoritas inglesas são ‘miss’.

Todos os juízes são inferiores aos pares. O oficial de justiça tem um capuz de pele de cordeiro; o juiz tem um capuz de ‘menu vair’ (Pele de coloração cinza claro; algumas vezes branca com partes acinzentadas.), ‘de minuto vario’, numerosas pequenas peles brancas de toda sorte, fora o arminho. O arminho está reservado para os pares e o rei.

Escudo real inglês

Um lorde não pode ser preso. A não ser na Torre de Londres.

Um lorde chamado junto ao rei tem o direito de caçar um gamo ou dois no parque real.

O lorde mantém no seu castelo corte de barão.

É indigno de um lorde andar pelas ruas com um manto seguido de dois lacaios. Ele somente pode ser visto com um grande séqüito de gentilhomens domésticos.

Os pares dirigem-se ao parlamento em carruagens; os comuns, não. Alguns pares vão a Westminster em liteiras. A forma dessas liteiras e carruagens com brasões gravados e coroadas somente é permitida aos lordes e faz parte de sua dignidade.

Um lorde somente pode ser multado por lordes.

Escudo da familia De Mowbray, baroes de Melton

Um lorde pode ter em casa seis estrangeiros. Os outros ingleses só podem ter quatro.

Um lorde pode ter oito tonéis de vinho sem pagar impostos.

O lorde é o único isento de se apresentar ante o delegado de sua circunscrição.

O lorde não pode ser convocado para a milícia.

Quando apraz a um lorde, ele recruta um regimento e o dá ao rei; assim fazem Suas Graças o duque de Athol, o duque de Hamilton e o duque de Northumberland.

O lorde somente depende dos lordes. Nos processos de interesse civil, ele pode pedir adiamento da sua causa, se não houver pelo menos um cavaleiro entre os juízes.

O lorde nomeia seus capelães.

Um barão nomeia três capelães; um visconde, quatro; um conde e um marquês, cinco; um duque, seis.

Um duque faz-se acompanhar por um pálio onde quer que o rei não esteja presente; um visconde tem um pálio na sua casa.

Um plebeu que bate num lorde terá o punho cortado.

O lorde é quase rei. O rei é quase divino.

A terra é uma ‘lordship’.

Os ingleses chamam a Deus de ‘milord’.

(Fonte: Victor Hugo, “L’homme qui rit”, Flammarion, Paris, 1982, pp. 58 a 61, Tomo I)

Desejaria receber atualizações gratuitas de “Glória da Idade Média” em meu email

CRUZADASCASTELOSCATEDRAISHEROISORAÇÕESCONTOSCIDADE
AS CRUZADASCASTELOS MEDIEVAISCATEDRAIS MEDIEVAISHERÓIS MEDIEVAISORAÇÕES E MILAGRES MEDIEVAISCONTOS E LENDAS DA ERA MEDIEVALA CIDADE MEDIEVAL

Anúncios

1 Comentário »

  1. Quem tem mais autoridade, um lord ou um duque, quais sao as diferenças?

    Comentário por Eli Masson — 14 abril 2015 @ 14:05 | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: